.

.

PREÇO BAIXO VOCÊ ENCONTRA AQUI

PREÇO BAIXO VOCÊ ENCONTRA AQUI
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Mostrando postagens com marcador POLÍTICA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador POLÍTICA. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Cai intenção de votos em Bolsonaro, aponta nova pesquisa eleitoral

Em duas semanas, o deputado federal Jair Bolsonaro apresenta queda de 5% na pesquisa espontânea e de 6% na estimulada. Levantamento foi feito pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe)
A intenção de votos do pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) diminuiu nas últimas semanas, aponta pesquisa do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe). O deputado federal fluminense ainda lidera quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não é incluído, mas tem índices mais baixos que os mostrados em mostras anteriores. 

Na pesquisa em que não são apresentados nomes dos candidatos, Bolsonaro aparece com 13%. Na última semana de maio, nessa mesma situação, sua marca foi de 18%; e na primeira semana de junho, 14%. Seu índice, portanto, caiu 5% em duas semanas, índice maior que a margem de erro da pesquisa, de 3,2%.

Nessa situação, o ex-presidente Lula variou dentro da margem de erro. Na última semana de maio, aparecia com 12%; subiu para 14% na semana passada e, agora, voltou a marcar 12%, tecnicamente empatado com Bolsonaro. Os demais presidenciáveis não chegam a 2%.

Pesquisas estimuladas 

Quando os esntrevistados são solicitados a escolher um candidato de uma lista de nomes pré-definidos, Lula fica à frente, com 29% das intenções de voto, oscilando dentro da margem de erro (no fim de maio, tinha 28%; e na semana passada, 30%). Bolsonaro aparece em segundo, com 19%, mais uma vez com tendência de queda. Na última semana de maio, ele tinha 25%; e na semana passada, 20%.

O índice dos que dizem que não votariam em ninguém nessa situação é de 18%, mais alto que os demais candidatos incluídos na pesquisa: Marina Silva (10%), Geraldo Alckmin (7%), Ciro Gomes e Álvaro Dias (6%), Henrique Meirelles (2%), Manuela D'Ávila e João Amoêdo (1%). 

No cenário sem o ex-presidente Lula e com o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) na disputa, Bolsonaro lidera com 21%, seguido pelo empate técnico entre Marina Silva (13%) e Ciro Gomes (10%). Haddad aparece com apenas 2%, e os brancos, nulos e indecisos somam 33%.

O cenário, no entanto, muda quando Haddad é apresentado como o indicado por Lula. Nesse caso, o ex-prefeito sobe para 11% e fica à frente de Marina (10%), Ciro (9%), Alckmin (8%) e Álvaro Dias (6%). Nessa situação, Bolsonaro tem 20%.
Segundo turno

No cenário de segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o petista tem 42% contra 34% do candidato do PSL. Há uma semana, a vantagem era de 5% e configurava empate técnico entre os candidatos. 

Numa eventual disputa entre Marina Silva e Bolsonaro, o cenário é de empate técnico, com a ex-senadora liderando por 38% a 34%. O empate se repete com Ciro Gomes (34% a 33% a favor do deputado do Rio de Janeiro) e com Alckmin (33% a 31%, novamente a favor de Bolsonaro). 

Rejeição

Os pré-candidatos continuam com grande rejeição por parte do eleitorado. Os principais nomes aos Palácio do Planalto aparecem empatados tecnicamente quando se pergunta em quem o eleitor não votaria. Alckmin e Lula lideram com 60%, seguidos por Marina (57%), Haddad (57%), Ciro (56%), Meirelles (55%) e Bolsonaro (52%).
Fonte:correiobraziliense

domingo, 12 de agosto de 2018

Gleisi Hoffmann avisa: candidatura de Lula está mantida

Gleisi Hoffman em entrevista coletiva na sede do PT em Teresina

A presidente nacional do Partidos dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, garantiu neste sábado (11), durante coletiva, na sede do PT, na zona Norte de Teresina, que o ex-presidente Lula vai participar da eleição, vai estar na televisão, de um jeito ou de outro. E se for candidato, vence no primeiro turno.

"Até porque eles sacanearam achando que essa lei que eles fizeram sobre a regulação do tempo de TV, estipulando que 75% do tempo tem que ser com o candidato, eles acharam que fazendo isso iriam nos atrapalhar... 'ah! mas o candidato de vocês está preso'. O Lula vai falar. Lula vai estar no nosso programa de televisão, de um jeito ou de outro", avisou a presidente.

Gleisi almoçou em Teresina e participou, na tarde deste sábado (11), do ato “A Juventude Quer Lula Livre Piauí”, em defesa da liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lideranças de vários partidos foram cumprimentá-la, como o governador Wellington Dias, senadores Ciro Nogueira, Marcelo Castro e Regina Sousa, Osmar Junior, Merlong Solano, João de Deus e outras lideranças políticas.

Gleise Hoffmann acredita que se Lula participar da campanha e disputar as eleições, vence os adversários ainda no primeiro turno. A candidatura de Lula está mantida, avisa a senadora.
Senadora Gleisi Hoffmann com lideranças políticas no Piauí
Senadora Gleisi Hoffmann fala durante coletiva na sede do PT em Teresina [Foto: Luiz Brandão]
Indignação 
A senadora elogiou o programa de governo do PT, que ela considera autoexplicável, de fácil entendimento pelo eleitor.E aposta na força do nome "Lula" para vencer as eleições. Segundo Gleisi Hoffmann, foram mais de 20 milhões de empregos gerados nos governos Lula e Dilma Rousseff, quando também foram implementados os melhores programas de inclusão social da história do Brasil.

Gleisi encerrou a entrevistas falando da indignação de ver Lula preso. "Ontem eu estive com ele. Vocês não sabem a tristeza que é ver o Lula preso. É indisível. Eu às vezes fico muito brava, falou algumas coisas, indignada, mas eu só posso fazer isso. Não tem justificativa para ele está onde está. Um homem que fez tanto pelo Brasil, o governante mais bem avaliado 80% de bom e ótimo; que olhou pelo povo pobre... e está daquele jeito. Só cabe a indignação. Alguém vai ter que pagar pelo que estão fazendo com o Lula e com povo brasileiro". 

Gleisi Hoffmann fez questão de dar o braço em Wellington enviado por Lula, "por quem ele tem grande consideração". Lula considera o governo de Wellington Dias um marco para o desenvolvimento do Piauí. "Ele sabe disso, a gente também tem o governo do Wellington como dos melhores dos governos nossos e que tem dado resposta ao povo do Piauí. Quero parabenizar o seu governo as pessoas que fazem a chapa que vocês estão apresentando a população e desejar muita sorte nessa caminhada".


Fonte: Luiz Brandão

sábado, 11 de agosto de 2018

Senadora reage contra preconceito: vou pra Justiça

Senadora Regina Sousa (PT-PI)

"Duvido que tem alguém que tenha mais base social do que eu". A frase foi dita em entrevista na Tv pela senadora petista Regina Sousa, que cansou de falar sobre preconceito. A resposta será dada nas barras da Justiça, avisou.

“Aquilo que é pra ir pra justiça eu vou. Estou lá dando print. Não vou falar mais sobre preconceito. Meu trabalho é reconhecido. Estou entre os 10 melhores senadores e segunda vou receber meu prêmio”, comentou sobre a sua performance na eleição dos melhores do Senado Federal, feita por um site de notícias políticas.

Sobre a campanha eleitoral, Regina Sousa admitiu que haverá algumas dificuldades durante a campanha, principalmente relacionadas às acusações dos adversários, mas o principal problema a resolver neste momento é solucionar o impasse com os professores estaduais.

“Dificuldades todos os governos estão tendo. Todo mundo sabe da crise que o país vive. Em termo de repasses está ruim. São 100 milhões de déficit. Sei que as pessoas reclamam de atraso, mas o grande problema é a questão dos professores. Não tem como continuar em greve. Ele [Wellington Dias] tem que se debruçar sobre isso. Com os professores parece que teve uma parada nas negociações. Não pode ficar eternamente em greve. Eu considero o principal problema a resolver”, avaliou a senadora.

Questionada sobre a convivência entre os partidos da base, Regina Sousa assume que ainda há cara feia e vão continuar existindo. “Estou em uma chapa e peço voto para a chapa. Estou na chapa e preciso pedir voto para a chapa. Agora o partido tem restrições. As pessoas perguntam ‘vai ter cara feia?’. Certamente que vai, não se apaga mágoas assim fácil e ele [senador Ciro Nogueira] vai ter que saber conviver com essas caras feias que vão aparecer por aí”, advertiu Regina Sousa, sobre as restrições da militância a alguns aliados.

Fonte: Paulo Pincel

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Wellington Dias tem 43,98% e venceria no 1º turno

Wellington Dias tem 43,98% e venceria no 1º turno
O pré-candidato do PT à reeleição para o Governo do Estado, Wellington Dias, permanece líder nas pesquisas de intenções de voto estimuladas, com 43,98%, seguido pelo pré-candidato do Solidariedade a governador, o deputado estadual Doutor Pessoa, com 8,97% das intenções de voto estimuladas; e do pré-candidato ao Governo, deputado estadual Luciano Nunes (PSDB), com 6,24%. 

Quando a pesquisa foi realizada, entre os dias 20 a 23 de julho, o senador Elmano Férrer, do Podemos, ainda mantinha sua candidatura ao Governo do Estado, da qual desistiu no dia 25 julho. Por isso, Elmano foi estimulado e aparece na pesquisa com 4,66% das intenções de voto. Esse resultado flagrado pela pesquisa do Instituto Amostragem garante a vitória de Wellington Dias no primeiro turno das eleições porque tem 43,98% das intenções de voto e os adversários somam 23,30% das intenções de voto estimuladas.

Para vencer no primeiro turno das eleições, o candidato precisa ter 50% mais um dos votos válidos, excluídos os votos nulos e em brancos. A pesquisa aponta que o pré-candidato do PSC ao Governo do Estado, Walter Alencar Rebelo, tem 1,06% das intenções de voto estimuladas; o précandidato do PSL ao Governo do Estado, Fábio Sérvio; e a pré-candidata da Rede a governadora, Irmã Graça, estão empatados com 0,70% das intenções de voto estimuladas. Em seguida, vem a candidata do PSOL ao Governo do

Estado, Maria Sueli Rodrigues, com 0,44% das intenções de voto estimuladas; o candidato do PSDC a governador, Romualdo Sena, com 0,35% das intenções de voto, e a pré-candidata do PSTU ao Governo, Luciane Santos, com 0,18% das intenções de voto.

A pesquisa revela que 19,09% do eleitorado piauiense ainda não sabe em quem votar para o Governo do Estado ou não quer opinar. Os eleitores que intencionam votar nulo ou branco são 13,63%.

Os dados são de resultado da pesquisa do Instituto Amostragem, encomendada pelo Sistema Meio Norte de Comunicação, e realizada nos dias 20 a 23 de julho, com 1.137 eleitores, distribuídos em todas 15 microrregiões do Piauí, definidas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e em 47 municípios (IBGE) - Baixo Parnaíba Piauiense (Batalha, Esperantina, Barras, Piripiri); Litoral Piauiense (Ilha Grande, Luís Correia, Parnaíba); Teresina (Teresina, Demerval Lobão, Altos); Campo Maior (Alto Longá, Castelo do Piauí, Pedro II, Campo Maior); Médio Parnaíba Piauiense (Regeneração, São Pedro do Piauí e Água Branca); Valença do Piauí (Inhuma, Elesbão Veloso e Valença); Alto Parnaíba Piauiense (Uruçuí, Bertolínia, Landri Sales e Colônia do Gurgueia); Floriano (Guadalupe, Itaueira e Floriano); Alto Médio Gurgueia (Monte Alegre do Piauí e Bom Jesus); São Raimundo Nonato (Caracol, Canto do Buriti, São Raimundo Nonato e Anísio de Abreu); Chapadas do Extremo Sul Piauiense (Avelino Lopes e Corrente); Picos (Santa Cruz do Piauí, Ipiranga do Piauí, Oeiras e Picos); Pio IX (Monsenhor Hipólito e Pio IX), e Alto Médio Canindé (Patos do Piauí, Massapê do Piauí, Isaías Coelho, Paulistana, Simões, Jaicós e São João do Piauí).

A margem de erro da pesquisa do Instituto Amostragem é de 2,85% para mais ou para menos e com nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada com o número PI-02066/2018, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no dia 26 de julho de 2018.
Wellington alcança 65,36% dos votos válidos

O governador Wellington Dias, conforme a pesquisa do Instituto Amostragem, tem 65,36% dos votos válidos para sua reeleição; seguido do Doutor Pessoa, com 13,33%, e Luciano Nunes, com 9,28%. Os votos válidos estimados nas pesquisas de intenção de votos excluem os votos nulos e brancos e os eleitores indecisos. Elmano Férrer, que não é mais candidato ao Governo do Estado, tem 6,93% dos votos válidos; Valter Alencar Rebelo, possui 1,57%; Fábio Sérvio e Irmã Graça estão empatados com 1,05%; Maria Sueli tem 0,65% dos votos válidos, e Romualdo tem 0,52%.
Governador lidera em todas as regiões

O governador Wellington Dias lidera nas intenções de voto estimuladas em todas as microrregiões do Piauí. A melhor aceitação do petista é na microrregião de Bertolínia com 72,22%, contra 5,56% de Dr. Pessoa. Na microrregião de Pio IX, Wellington tem 60,77% e Dr. Pessoa 4,35%. Os demais candidatos não foram citados nessas duas microrregiões. No Litoral, Wellington tem 35,19%; Dr. Pessoa e Luciano Nunes estão empatados, com 2,78%; Irmã Graça e Romualdo Sena estão empatados com 1,8%; Fábio Sérvio está empatado com Valter Alencar, ambos com 0,93%. Os outros candidatos não foram citados.

Na microrregião de Teresina, Wellington lidera a disputa com 34,97%; seguido pelo Dr. Pessoa com 20,25%; Luciano Nunes tem 7,67% das intenções de voto estimuladas; Fábio Sérvio e Valter Alencar estão empatados com 0,92%. Há também empate entre Luciane Santos e Maria Sueli, com 0,61%.

SÃO RAIMUNDO - Na microrregião, Wellington tem 69,39% das intenções de voto estimuladas; Dr. Pessoa e Luciano Nunes estão empatados com 4,08%; Irmã Graça tem 0,4%. Os demais candidatos não foram lembrados. Na microrregião do Baixo Parnaíba Piauiense, o governador tem 51,64% das intenções de voto estimuladas; Dr. Pessoa tem 4,92%, empatado com Luciano Nunes; Maria Sueli e Valter Alencar têm cada 0,64%.

CAMPO MAIOR - Wellington tem 45,78% das intenções de voto estimuladas; Doutor Pessoa, 9,64%; Luciano Nunes, com 6,02%; e Valter Alencar Rebelo, com 3,61%. Na microrregião do Médio Parnaíba Piauiense, Wellington tem 51,79% das intenções de voto estimuladas; Luciano Nunes tem 10,71%, e Doutor Pessoa, 7,14%. Os demais candidatos não foram citados.

VALENÇA - Na microrregião de Valença do Piauí, o governador Wellington Dias tem 32,61% das intenções de voto estimuladas; empatados com 6,52% estão Doutor Pessoa e Luciano Nunes, e também empatados, mas com 2,17%, estão Fábio Sérvio e Irmã Graça. Os demais candidatos não foram citados Na microrregião Alto Parnaíba Piauiense, Wellington Dias pontua com 37,50%; Doutor Pessoa, com 12,50% e empatados, com 6,25%, estão Fábio Sérvio, Luciano Nunes e Valter Alencar Rebelo.

FLORIANO - Na microrregião de Floriano, o governador Wellington Dias marca com 45,83% das intenções de voto estimuladas; Luciano Nunes, com 10,42%, e Doutor Pessoa, com 2,08%. Na microrregião do Alto Médio Gurgueia, o governador Wellington Dias tem 50% das intenções de voto estimuladas; Luciano Nunes tem 6,25%, e Valter Alencar Rebelo tem 3,13%. Os demais candidatos não foram citados.

EXTREMO SUL - Na microrregião da Chapada do Extremo Sul, Wellington Dias tem 46,67% das intenções de voto estimuladas, e empatados, com 3,33%, estão Irmã Graça e Luciano Nunes. Os demais candidatos não foram citados.

PICOS - Na microrregião de Picos, o governador Wellington Dias tem 58,11% das intenções de voto estimuladas; Luciano Nunes tem 8,11%; Doutor Pessoa, 2,70% e; empatados, com 1,35%, Maria Sueli e Valter Alencar. Os demais candidatos não foram citados; Na microrregião do Alto Médio Canindé, o governador aparece com 38,68% das intenções de voto estimuladas; Luciano Nunes, com 4,72%; Doutor Pessoa, com 2,83%; empatados, com 1,89%, Fábio Sérvio e Irmã Graça, e Romualdo Sena obteve 0,94%.

Na espontânea, Wellington tem 16,9% e Luciano 1,76%

O governador Wellington Dias tem 16,9% das intenções de voto espontâneas, de acordo a pesquisa do Instituto Amostragem. Em segundo lugar vem Luciano Nunes, com 1,76% das intenções de voto espontâneas; seguido de Doutor Pessoa, com 0,70%; o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece com 0,62%, e o ex-governador Wilson Martins, pré- candidato ao Senado pelo PSB, com 0,35% das intenções de voto espontâneas.

Os outros candidatos ao Governo do Estado lembrados espontaneamente pelos eleitores foram Romualdo Sena, por 0,18%, e Valter Alencar Rebelo, com 0,09%. Os eleitores indecisos na pesquisa espontânea representam 69,13% e os eleitores que querem votar nulo ou branco são 9,76%. O presidente do Instituto Amostragem, o estatístico João Batista Teles, afirmou que o voto espontâneo é o manifestado pelos eleitores sem estipulação dos nomes dos pré-candidatos pelos pesquisadores.
Fonte:Jornal MN

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Wellington confirma chapa com Regina, Ciro e Marcelo

Gessivaldo Isaías com Wellington Dias

Ao chegar para a festa de inauguração da nova sede do PRB, em Teresina, na noite desta terça-feira (24), o governador do Piauí, Wellington Dias (PT) confirmou a chapa governista que vai disputar as eleições majoritárias em 7 de outubro e que será homologada no próximo dia 3 de agosto. Serão candidatos Wellington Dias (governador), Regina Sousa (vice-governadora), Ciro Nogueira e Marcelo Castro (senador). Os nomes dos suplentes ao Senado ainda não foram definidos.

“Temos uma posição definida que vai para as convenções. Eu sou pré-candidato a governador, Regina Sousa a vice, e os senadores muito experientes e dedicados que são Marcelo Castro e Ciro Nogueira”, confirmou Dias.

Wellington Dias repudiou os ataques desferidos contra a senadora Regina Sousa desde que o nome dela foi confirmado como pré-candidata. “Eu aprendi que não se joga pedra em pau que não dá fruto. A Regina Sousa é uma brasileira, uma piauiense que merece, de todos nós, uma grande admiração. Ela tem uma história de vida que é muito parecida com a de muitos brasileiros. Alguém que vivia literalmente na roça e hoje é uma das mais atuantes senadoras da República, juntamente com o senador Ciro Nogueira e com senador Elmano, sempre na defesa dos interesses maiores do Estado do Piauí”.

O presidente do PRB, deputado estadual Gessivaldo Isaías, teve uma conversa a portas fechadas com Wellington Dias, que chegou primeiro ao evento e vestiu uma camiseta do partido. Frank Aguiar não compareceu ao evento.

“Eu acredito que foi um exercício de diálogo muito forte. A Regina tinha o direito à reeleição ao Senado, ela já é senadora e eu tive que dialogar com ela, com a definição do Marcelo Castro para o Senado. Tive que conversar para que a gente pudesse ter essa unidade. O lado bom, com esse entendimento, é a chapa proporcional que vamos ter uma coligação unificada para deputado federal e para deputado estadual”.

Wellington Dias também comentou a relação com Themístocles Filho, presidente da Assembleia Legislativa, depois da definição de Regina Sousa como vice. “Também dialogando, ele informou a mim e aos dirigentes do partido e aos outros parlamentares uma posição de sair pré-candidato a deputado estadual e lançar o Marco Aurélio, seu filho, como pré-candidato a deputado federal e nisso conta não só com apoio de seus pares, mas também com nosso apoio".

Fonte: Paulo Pincel 

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Prefeito de Picos tem mandato cassado pela Justiça Eleitoral

Prefeito de Picos, Padre Walmir


O juiz da 62ª Zona Eleitoral de Picos, José Airton Medeiros de Sousa, julgou procedente a Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) que pede a cassação dos mandatos do prefeito e vice-prefeito de Picos, padre José Walmir de Lima e Edilson Alves de Carvalho, respectivamente. Tornando-os inelegíveis por oito anos a partir do pleito municipal de 2016. A decisão cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí. 
A ação foi ajuizada pela coligação “Pra cuidar da nossa gente”, do ex-prefeito Gil Marques, no dia 09 de janeiro de 2017. A sentença do juiz foi publicada hoje (11). 
“A decisão era muito esperada pelo povo de Picos que acompanhou o abuso do poder político e econômico sendo explorando pelo atual prefeito e seu vice. O juiz julgou procedente o nosso pedido e acompanhou o parecer do Ministério Público Eleitoral”, ressaltou o advogado da coligação “Pra cuidar da nossa gente”, Antônio José Júnior. 
O advogado relatou que “o processo é bastante volumoso com várias provas, áudios, publicações nas redes sociais, gravações” que comprovam o abuso político e econômico na época da campanha eleitoral nas eleições de 2016.
“O abuso ocorreu com o uso de uma obra de asfaltamento em Picos por parte do Governo do Estado. Eles utilizaram isso na campanha e gerou um desequilíbrio no pleito eleitora. Nossa coligação foi derrotada por poucos votos”.

O padre Walmir assumiu um “mandato tampão” em 2015 com a saída do ex-prefeito Kléber Eulálio para o Tribunal de Contas do Estado do Piauí, que assumiu como conselheiro do TCE-PI.
Padre Walmir continuará no cargo 
O procurador do Município, Maycon Luz, declarou que a prefeitura vai seguir no seu ritmo normal. “O Padre Walmir continua sendo prefeito juntamente com a sua equipe de governo e continuará trabalhando para o povo de Picos”, disse.
Maycon informou ainda que é uma decisão que cabe recurso e o prefeito Padre Walmir não será afastado. “O juiz acabou acolhendo a tese dos denunciantes, mas estamos tranquilos quanto a decisão e vamos a levar a discussão para o TRE”, garantiu.

Fonte: Cidade Verde

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Cassandra vence disputa dentro da família Moraes Sousa

A delegada da Polícia Civil, Cassandra Moraes Sousa, filha do prefeito de Parnaíba, Mão Santa, poderá ser anunciada como vice na chapa de Luciano Nunes na corrida pelo Governo do Piauí. Cassandra é filiada ao Democratas - DEM, antigo PFL. Após disputa dentro da própria família, ela venceu a “queda de braço” com outros membros interessados na indicação.
O acordo teria sido selado em reunião realizada na última visita de Luciano Nunes ao prefeito Mão Santa em sua casa. Na ocasião, o prefeito de Teresina, Firmino Filho, também se fez presente para negociar a vaga de vice.

O acordo caiu no desgosto do ex-governador Zé Filho, que pleiteava a vaga para Juliana Moraes Sousa. O acerto frustra os planos do tucano, que corre sérios riscos de não ser eleito como deputado estadual. Enfraquecido no campo político, Zé Filho, deverá enfrentar grandes problemas nas eleições 2018.

Por Tacyane Machado – Blog Extra Parnaíba

terça-feira, 3 de julho de 2018

Silas Freire é investigado por fazer propaganda eleitoral no Ronda

O apresentador foi denunciado ao Ministério Público Eleitoral por fazer propaganda eleitoral antecipada, em benefício próprio, durante o programa Ronda exibido pela TV Meio Norte.
Um Procedimento Preparatório Eleitoral foi instaurado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), para apurar possível divulgação de propaganda eleitoral irregular, por parte do suplente de Deputado Federal e pré-candidato ao cargo, Silas Freire Pereira e Silva.
  • Deputado Federal Silas Freire
    O procedimento preparatório foi instaurado pelo procurador eleitoral Leonardo Carvalho Cavalcante de Oliveira, através da Portaria nº 3, de 26 de junho de 2018. Segundo uma denúncia feita a Procuradoria Eleitoral através de vídeo, o deputado Silas Freire teria infligido a Lei nº 9.504/1997 ao apresentar o programa Ronda, transmitido pela TV Meio Norte, no dia 4 de maio de 2018.
O deputado foi denunciado por fazer propaganda eleitoral antecipada, em benefício próprio, durante a apresentação do programa. De acordo com a Procuradoria Eleitoral, é vedado aos profissionais de comunicação social e a aqueles que exercem a profissão, o pedido de apoio político e a divulgação da pré-candidatura antes do período eleitoral.

Com a medida, o Ministério Público Eleitoral solicitou que a TV Meio Norte forneça a cópia integral do programa Ronda, exibido no dia 4 de maio de 2018, em alguns formatos para que seja feita a apuração da denúncia.

Fonte:Viagora

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Edson Fachin põe em pauta pedido de liberdade do ex-presidente Lula

Lula

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou hoje (28) para entrar na pauta de julgamentos do plenário um pedido de liberdade feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso desde o dia 7 de abril em decorrência de sua condenação em segunda instância pelo caso do triplex no Guarujá.

Fachin já havia enviado o caso para julgamento do plenário, na última segunda-feira (25), mas havia também aberto prazo de 15 dias para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentasse manifestação, o que inviabilizava a análise antes do recesso.

Nesta quinta, Fachin atestou que o caso pode ser julgado a qualquer momento, independentemente da manifestação da PGR.

Fica agora a cargo da ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, decidir quando pautar o pedido. Há apenas uma sessão plenária, marcada para sexta-feira (29), antes do recesso do Judiciário. Os ministros só voltarão a se reunir em 8 de agosto. O prazo para Lula se registrar candidato à Presidência é 15 de agosto.

No pedido ao STF, a defesa quer que seja garantido a Lula o direito de recorrer em liberdade, nas instâncias superiores, contra a condenação. Esse direito já foi negado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), motivo pelo qual a defesa repetiu o pedido ao Supremo.

Em paralelo, a defesa de Lula entrou nesta quinta também com uma reclamação contra a decisão que enviou o caso ao plenário, e não para a Segunda Turma, onde Fachin tem sofrido derrotas em casos da Lava Jato. Além dele, integram o colegiado os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Em abril, o plenário do STF negou um habeas corpus de Lula por 6 a 5.

Fonte: Agência Brasil 

segunda-feira, 25 de junho de 2018

BrVox/Parnaíba | W.Dias 37,5%, Frank Aguiar 9,3%, Luciano 5%, Elmano 1,2%

O 180graus traz agora os números da pesquisa BrVox realizada em Parnaíba, com sondagem sobre a intenção de voto para governo do estado. No levantamento estimulado, a liderança é do governador Wellington Dias (PT), pré-candidato à reeleição, que soma 37,5% da preferência dos entrevistados.

Incluído no cenário estimulado, o cantor Frank Aguiar (PRB) soma 9,38%, à frente do deputado Luciano Nunes (PSDB), principal nome da oposição a W.Dias, que na pesquisa soma 5% das intenções de voto.
Seguem Elmano Férrer (Podemos), com 1,25%, Margarete Coelho (PP), somando 0,94%, Luciana Santos (PSTU), 0,63%, e cada um somando 0,31%, os pré-candidatos Fábio Sérvio (PSL), Irmã Graça (Rede) e Valter Alencar (PSC). César Melo (PPL), Romualdo Sena (PSDC) e Sueli Rodrigues (PSOL) não pontuaram.

Indecisos foram 15%, e os que responderam Nenhum/Nulo/Branco, 29,38%.

O BrVox simulou ainda quatro possíveis cenários de confronto direto.

- Cenário 1

Wellington Dias 40,63%
Luciano Nunes 8,44%
Não Sabe/Não Opina 14,37%
Nenhum/Nulo/Branco 36,56%

- Cenário 2

Wellington Dias 40,94%
Elmano Férrer 4,69%
Não Sabe/Não Opina 16,56%
Nenhum/Nulo/Branco 37,81%

- Cenário 3

Wellington Dias 39,69%
Frank Aguiar 11,56%
Não Sabe/Não Opina 16,25%
Nenhum/Nulo/Branco 32,5%

- Cenário 4

Wellington Dias 43,44%
Margarete Coelho 4,06%
Não Sabe/Não Opina 52,5%

Os eleitores foram questionados ainda sobre a possibilidade de escolherem entre votar em Wellington Dias ou em um nome de oposição. 37,5% disseram que votariam no atual governador. 17,5% optariam por um nome da oposição ao Palácio de Karnak. Indecisos foram 19,38%, e 25,62% não souberam ou não opinaram.

Cenário com cinco nomes

Em um cenário estimulado com cinco nomes, Wellington Dias também lidera com 38,44%, seguido de Frank Aguiar com 10,63%, Luciano Nunes somando 5,31%, Elmano 1,25%, e Margarete com 0,94%. Dos entrevistados, 15,63% não souberam ou não opinaram neste cenário, e 27,81% responderam que votariam Nulo/Branco/Nenhum.

Apesar do bom desempenho de Frank Aguiar nos cenário estimulados, 35,94% disseram que não votariam no cantor, caso fosse candidato a governador do Piauí. 23,75% responderam que talvez, e 22,19% disseram que sim. Os restante 18,13% não souberam ou não opinaram.

O BrVox também mediu o grau de interesse dos eleitores parnaibanos neste pleito que se aproxima. 33,44% disseram ter pouco interesse. 31,56% responderam não ter nenhum interesse. É médio o interesse para 28,13%, e muito para 5,31%. 1,56% não souberam ou não opinaram.


Aprovação de Wellington Dias

Entre os parnaibanos ouvidos pelo BrVox, 55,94% disseram aprovar a forma de governar de Wellington Dias. A gestão do petista é desaprovada por 33,75%. 10,31% não souberam ou não opinaram. Na avaliação, 32,81% consideraram a gestão do governador como Regular. É boa para 25,31%, Ruim na opinião de 15,63%, Péssima para 10,63%, e Ótima para 6,25%. Não souberam ou não quiseram opinar, 9,38%.
Aprovação do prefeito Mão Santa diminui e fica em 63%

O prefeito de Parnaíba, Mão Santa (SD), tem sua gestão aprovada por 63,13% dos parnaibanos. É o que aponta a pesquisa BrVox que o 180graus divulga nesta segunda-feira (25/06). Apesar dos números serem considerados bons para o prefeito, o percentual é menor que o registrado há um ano pelo mesmo instituto, quando Mão Santa alcançou os 72% de aprovação (leia aqui).
Os que não aprovam são 31,87%. Os restante 5% não souberam ou não quiseram opinar.

Na avaliação, 33,5% disseram que a gestão de Mão Santa é Regular. É Boa na opinião de 31,56%, Ruim para 14,69%, Péssimo na opinião de 8,75%, e Ótima para apenas 7,5%. 3,75% não souberam ou não quiseram opinar.

O BrVox questionou os parnaibanos entrevistados, como eles analisam suas vidas desde que Mão Santa assumiu a prefeitura. Para 55,31%, está do mesmo jeito. Melhorou para 29,69%. Outros 10,31% avaliam que piorou. 4,69% não souberam ou não quiseram opinar.


Melhor secretário

A pesquisa traz ainda uma avaliação dos secretários municipais. Os dois melhores avaliados, Leonardo Correia, da secretaria de Saúde, e Maxwell Brandão, dos Esportes, acabaram empatados, com 5,63%, cada.
A secretária de Desenvolvimento Social e primeira-dama do município Adalgisa Moraes Sousa, que na última pesquisa foi a melhor avaliada (leia aqui), foi apontada a melhor por 4,38% dos entrevistados.

Seguem os secretários Maurício Machado (Transportes), com 3,75%, Alberth Piauhy (Cultura), o melhor para 3,44%. Seguem, com 3,13% cada, os secretários Carlos Eduardo (Governo), Gracinha Moraes Sousa (Infraestrutura) e Charles Júnior (Turismo).

Gil Borges, da Fazenda, somou 1,25%, e Edivandro Barros, do Desenvolvimento Econômico, 0,94%. Indecisos foram 32,81%, e os que responderam Nenhum/Nulo/Branco, 32,81%.

Melhor vereador

Também avaliados os membros da Câmara de Vereadores de Parnaíba. Joãozinho da Unimagem da Parnaíba (PSDC), foi considerado o de melhor atuação dentre os demais parlamentares, por 8,75%.
Com 6,56%, cada um, seguem Carlson Pessoa (PPS) e Reinaldo (PTB). Ronaldo Prado (PPL) somou 6,25%. Geraldinho (PSB) ficou com 4,69%. Na sequência, Beto (PP), Irmão Marquinho (PSL) e Neta (DEM), com 3,75% cada um.

Apontados os melhores por 2,5%, cada, os vereadores Daniel Jackson (PTC), Diniz (PSDC), Fátima Carmino (PT) e Joãozinho do Trânsito (PSL). André Neves (PDT) obteve 2,19% de preferência.

Dr. Daniel Miranda (PRB) ficou com 1,88%. Cada um com 0,94%, Bernardo Lima (PP) e Ricardo Veras (PSD), e ainda Francisco da Paz (PRB), com 0,31%.

Não souberam e não opinaram, 16,88%, e 22,81% disseram que nenhum.

Dados da pesquisa

O levantamento realizado pelo BrVox nos dias 23 e 24 de junho, ouvindo 320 eleitores na cidade de Parnaíba, está registrado junto ao Tribunal Regional Eleitoral com o protocolo PI-02456/2018. A pesquisa tem margem de erro de 5,48% e nível de confiança de 95%.

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Ciro Gomes é vaiado e abandona palco em evento em MG

pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) foi vaiado durante a realização do 35º Congresso Mineiro de Municípios, voltado para prefeitos, vice-prefeitos e vereadores das cidades mineiras, realizado no estádio Mineirão nesta terça-feira (19/06). Após fazer suas considerações iniciais e ser interrompido pela organização, o pedetista se recusou a responder uma nova pergunta e abandonou o evento.
Antes de subir ao palco, Ciro chegou a ser aplaudido por parte da plateia. No entanto, o clima mudou após o presidenciável ser interrompido quando respondia a uma pergunta. Ciro foi questionado sobre repasses da União e como melhorar a arrecadação dos municípios e, em sua resposta, defendeu a instauração de uma reforma tributária.


"Eu estava falando sobre isso, ele (mestre de cerimônias) sequer ouviu e faz a mesma pergunta que estava falando e ele interrompeu. Então está respondido", disse o pré-candidato, o que provocou vaias na plateia.

O pedetista afirmou que não tinha sido avisado de que teria apenas três minutos para responder as questões, mas de que teria trinta minutos para falar. Ele ainda tentou justificar e voltar a falar, mas ficou irritado com a reação do público. Ciro chegou a ser aplaudido ao questionar sobre a presença do outro pré-candidato a presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, e afirmou querer governar o País para restaurar a autoridade.

No entanto, o pré-candidato se recusou a fazer as considerações finais e deixou o palco antes da hora prevista. O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Julvan Lacerda, pediu educação para o público e disse que o pedetista tinha o direito a fazer as reclamações sobre a organização do evento.


Esta é a segunda polêmica em que o presidenciável do PDT se envolve nesta semana. Nesta segunda-feira, 18, em entrevista à Rádio Jovem Pam, Ciro chamou o vereador de São Paulo Fernando Holiday (DEM) de "capitãozinho do mato". "Esse Fernando Holiday aqui é um capitãozinho do mato. Porque a pior coisa que tem é um negro usado, pelo preconceito, para estigmatizar", afirmou Ciro Gomes.

Regras

O debate, realizado também com outros pré-candidatos à Presidência, tinha como regra a definição de tempo limite para todos os que falavam ao palco. Os presidenciáveis tinham cinco minutos para fazer uma introdução, depois respondiam a duas perguntas, com três minutos de resposta para cada questão, e, em seguida, mais cinco minutos para as considerações finais.

Alvaro Dias (Podemos), que antecedeu a apresentação de Ciro, chegou a ter o microfone cortado quando excedeu o tempo. Também participaram do debate Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), Paulo Rabello de Castro (PSC) e Henrique Meirelles (MDB).

Lacerda

Ao subir para o palco do Congresso, Ciro Gomes chegou acompanhado do pré-candidato ao governo de Minas Gerais, Marcio Lacerda (PSB). Cotado para ser o vice de Ciro, o ex-prefeito de Belo Horizonte foi saudado pelo pedetista como "futuro governador de Minas Gerais".

Fonte:terra

domingo, 10 de junho de 2018

Deputado federal Fábio Abreu participou da 23° Caminhada da Fraternidade

Teresina PI- O deputado federal Fábio Abreu participou da 23° Caminhada da Fraternidade em Teresina PI. E sentiu o carinho da população. O parlamentar tem destaque na busca de recursos públicos para o Estado. Bem como teve destaque na Segurança Pública do Piauí.

Caminhada da Fraternidade

Diversidade, variedade, multiplicidade, heterogeneidade. Sabe o que estas palavras têm em comum? Todas simbolizam diferenças. Diferenças que podem ser de cor, sexo, raça, religião, estilo de vida e tantas outras. É tempo de aceitar e respeitar o diferente. Esse foi o recado dado por 70 mil pessoas que participaram da 23ª edição da Caminhada da Fraternidade na manhã deste domingo (10). A concentração, como é tradicional, aconteceu no adro da igreja de São Benedito com uma missa celebrada pelo arcebispo metropolitano de Teresina, Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho. Durante a homilia, o religioso lembrou o mandamento de Jesus que traduz todo o sentimento da caminhada este ano: “Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei”.

“Nos sentimos como destinatários dessa bem aventurança, pois estamos aqui para realizar esta palavra de Jesus: amai-vos uns aos outros, como eu vos amei. A fraternidade, que não é a amizade dos sentimentos, nem simpatias, é uma decisão do nosso coração”, disse o arcebispo.

Segundo Dom Jacinto, a fraternidade supera o egoísmo e debela o individualismo das pessoas. “O individualismo é um círculo estreito ao nosso redor. Cremos na fraternidade que é capaz de derrubar muros. Por isso estamos aqui. O fato de estarmos aqui no inicio dessa manhã de domingo pela 23ª vez ostentando o nosso lema: diferenças, nós respeitamos, significa de fato a nossa crença e convicção de que fraternidade se faz com a vida e gestos de partilhas”, disse à multidão.

Antes de liberar os fiéis para a caminhada, mais um recado do arcebispo: não desanimem. “Não desanimem se presenciar sinais contrários, saques aos direitos das pessoas, a globalização da indiferença. Nós rompemos esse cerco proclamando a vitória da fraternidade. Hoje é domingo, dia da ressurreição, onde Jesus venceu o pecado e a morte e nós queremos vencer afirmando: diferenças, nós respeitamos”, afirmou.

A homilia de Dom Jacinto parece que foi feita para a secretária escolar Maria da Cruz, de 32 anos. O desanimo é uma palavra que não está em seu vocabulário. Vítima de preconceito quase que diariamente, ela participou pela primeira vez da Caminhada da Fraternidade.

FONTE: Pvpi/ cidade verde

quinta-feira, 7 de junho de 2018

DEPUTADO FÁBIO ABREU CONSEGUE A LIBERAÇÃO DE NOVOS EQUIPAMENTOS PARA A SEGURANÇA PÚBLICA DO PIAUÍ


O deputado federal Fábio Abreu (PR) esteve reunido nesta quarta-feira (06), com o Secretário Nacional de Segurança Pública (SENASP), general Carlos Alberto dos Santos Cruz, para solicitar a liberação de novos equipamentos para a Segurança Pública do Piauí.

“Na reunião apresentamos alguns pleitos solicitando equipamentos para os nossos policiais. O secretário informou que em breve contaremos com a disponibilização de 99 carabinas, 99 fuzis, 99 capacetes balísticos, 45 pistolas e 135 coletes à prova de bala”, informou o parlamentar.
Durante essa legislatura, o deputado Fábio Abreu tem sido o único parlamentar do Piauí a destinar recursos para a segurança pública. “Assumimos esse compromisso e estamos trabalhando com o objetivo de modernizar as forças policiais. Fizemos um pedido especial para a aquisição de 20 novas viaturas e fomos prontamente atendidos pelo secretário. Assim, além das 27 viaturas que serão entregues na próxima semana outras 20 picapes serão distribuídas para as delegacias do interior”, afirmou Fábio Abreu.
Fonte: ASCOM

terça-feira, 5 de junho de 2018

Fabio Abreu participou da solenidade de entrega de uma sala Comunitária de Esportes

34393616_2161655713874641_432112562251759616_n


Teresina PI - Fabio Abreu participou da entrega da reforma da Sala Comunitária da 2º CIPM do Promorar. No local onde acontece as aulas de judô e revelou campeões na modalidade esportiva. Aproveitou com o Secretário de Segurança Pública cel. Rubens e entregaram muitos uniformes para as crianças e os praticantes que se dedicam ao esporte.

Para Fabio Abreu," É importante que ações como essas venham acontecer, pois através do esporte, pois esporte é inclusão social, e essas crianças e adultos tem uma oportunidade para o crescimento no esporte e na vida", declarou ao Portal Visão Piauí.
34392163_2161655770541302_3248484199203602432_n
34395331_2161655810541298_4489331913516908544_n
34395358_2161655793874633_7700493937839964160_n
34470522_2161655720541307_7147310563956097024_n
34472433_2161655743874638_4322641337951191040_n

FONTE: PVPI

domingo, 20 de maio de 2018

O PIAUÍ PODE DAR CERTO? O encontro da velha política e da demagogia

Um dos aspectos da velha política é a demagogia, mas geralmente é colocado em plano secundário, abaixo da corrupção, da troca de favores ilícitos e do loteamento do Estado. Aparentemente inofensiva, a demagogia é um dos fatores do atraso em que vive o país, pois simplifica questões importantes e impede que assuntos sérios sejam debatidos com profundidade e seriedade, além de despolitizar a solução dos problemas.
Com um slogan que gera dúvidas, “O Piauí pode dar certo” ou NÃO, um grupo se apresenta como renovação, mas traz enraizado, aspectos da velha política e de tudo aquilo que o povo não acredita mais.

Entre os nomes presentes à mesa no evento encabeçado pelo PSDB em Parnaíba, o ex-governador Zé Filho, Heráclito Fortes, Wilson Martins, Mão Santa, Juliana Moraes Souza, Freitas Neto, dentre outros. Esses em apoio ao nome de Luciano Nunes como pré-candidato ao governo. Veja só os nomes, todos eles já taxados negativamente pelo atraso de tantos anos do Estado do Piauí, entre eles, o primeiro governador do Estado a ser cassado por corrupção no país e um investigado na Lava Jato.

Pré-candidatos que se apresentam, demagogos por definição ao seguirem os cânones da velha política. Além das promessas e sorrisos ensaiados, são instruídos a carregar crianças no colo e a apertar o máximo possível de mãos, não se preocupando em ouvir o que essas pessoas têm a dizer. Com essa turma que se apresenta. Teremos um campo fértil para trazer de volta o jeito de praticar a política de forma retrógrada, sem nenhum avanço.

Mas, os piauienses estão fartos da demagogia e da velha politicagem. Os velhos políticos, porém, não serão superados de um dia para o outro. O sistema eleitoral foi montado por eles para facilitar sua permanência no poder. É preciso que a resposta seja nas urnas, para que as velhas oligarquias não retornem ao poder e perpetuem o atraso, que asseverou as consequências para o povo.

Por Tacyane Machado

segunda-feira, 14 de maio de 2018

CORRUPÇÃO: Relatório do TCE mostra que farra no IDEPI no governo Zé Filho seria de R$ 20 milhões

SUSPEITAS DE CORRUPÇÃO


- Obras são referentes ao governo Zé Filho...
- Relatório aponta 11 empreiteiras supostamente envolvidas no Caso IDEPI...
- À medida que os relatórios individuais estão sendo concluídos é pedido além da inidoneidade das respectivas construtoras, o impedimento delas de contratarem com o poder público...
- Veja a íntegra da Folha de Informação com as tabelas por empreiteira...
Kléber Eulálio: o conselheiro que solicitou as informações a órgão técnico do TCE

A PEÇA 21

Um relatório (Folha de Informação 002/2018) produzido pela Diretoria de Fiscalização de Obras e Serviços de Engenharia (Dfeng) – órgão técnico do Tribunal de Contas do Estado (TCE), e que recheia um pedido de reconsideração referente à prestação de contas do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (IDEPI), ano 2014, governo Zé Filho, traz em seu bojo um histórico de como andam as 33 tomadas de contas especiais deflagradas pela Corte de Contas diante das suspeitas de corrupção e desvio de recursos públicos através de estradas vicinais. Ao todo cerca de R$ 20 milhões destinados a esse tipo de obra estariam eivados de sobrepreço e superfaturamento. Tudo está em fase de conclusão.

“Destaca-se que, 100% (cem por cento) dos relatórios preliminares foram concluídos. Por seu turno, os contraditórios estão sendo analisados e finalizados de forma que viabilize o julgamento do processo a partir da emissão da Folha de Informação por empresa, ou seja, cada Folha de Informação englobará um conjunto de processos relacionados a cada empresa, o que permitirá o levantamento do superfaturamento constatado, e ainda, possibilitará que valores possam ser glosados, quando pertinentes”, traz texto do relatório, do qual se pode inferir que tudo está nos seus preparativos finais para ser concluído e finalmente liberado para ir a julgamento.

O documento faz parte de um pedido de informação feito pelo conselheiro do TCE Kléber Eulálio à Defeng, para que pudesse ter uma noção geral do estágio em que estavam as Tomadas de Contas Especiais. O relatório possui 7 páginas e chama atenção o compilado informando o sobrepreço contratado com as empreiteiras, além dos pagamentos realizados a elas em forma de superfaturamento. 

Os valores, em muitos dos casos, chegaram a ser efetivamente pagos. Já outros, apenas contratados. Isso porque uma denúncia do Capital Teresina e a devida provocação do Ministério Público de Contas fizeram com o conselheiro Delano Câmara, através de medida cautelar, suspendesse qualquer pagamento para essas empreiteiras no apagar das luzes do governo Zé Filho – em entrevista ao 180 graus, o integrante do TCE falou que sofrera pressão para revogar a medida cautelar.
Conselheiro Delano Câmara: ele chegou a falar em pressões ao suspender pagamentos a empreiteros


AS CONSTRUTORAS SUPOSTAMENTE ENVOLVIDAS



As empreiteiras supostamente envolvidas num dos maiores e mais complexos casos do estado em que pode haver desvio de recursos públicos para “outras finalidades”, conforme também informou, durante entrevista, o conselheiro Delano Câmara, são:

CONSTRUPLAN Engenharia e Serviços Ltda, Construtora Caxé Ltda, Construtora Garantia Ltda, Construtora MAQTERR Ltda, Construtora Planos Ltda, Construtora REDE Ltda, Engebrás Construções e Transposrte Ltda, F & L Construtora Ltda, Moderna Engenharia Ltda, R. Rocha Construções e Projetos Ltda, Sertão Construções e Locação Ltda.

Juntas, segundo relatório do órgão técnico do TCE, elas receberam através de obras superfaturadas, ou iriam receber diante das contratações com sobrepreço, a cifra milionária de exatos R$ 19.563.987,35. Ou seja, eram recursos públicos que iriam sair pelo ralo sem a devida contraprestação. 

Esse relatório, produzido esse ano já, é a peça 21 de um pedido de reconsideração (TCO Nº 018678/2017) referente à prestação de contas do IDEPI do ano de 2014, quando estava à frente do instituto Elizeu Aguiar.

VEJA O CRONOGRAMA POR CONSTRUTORA EXTRAÍDO DO RELATÓRIO DO TCE:

* Construtora MAQTERR Ltda 

- Quantidade de obras (estradas vicinais) suspeitas: 8
- Sobrepreço na contratação: R$ 5.963.351,43
- Valor já pago em forma de superfaturamento: R$ 4.250.116,20

* Construtora REDE 

- Quantidade de obras (estradas vicinais) suspeitas: 7
- Sobrepreço na contratação: R$ 4.699.417,67
- Valor já pago em forma de superfaturamento: R$ 2.947.305,64

* Construtora Construplan

- Quantidade de obras (estradas vicinais) suspeitas: 5
- Sobrepreço na contratação: R$ 2.991.993,29
- Valor já pago em forma de superfaturamento: R$ 2.291.509,36

* Construtora CAXÉ

- Quantidade de obras (estradas vicinais) suspeitas: 3
- Sobrepreço na contratação: R$ 1.551.833,75
- Valor já pago em forma de superfaturamento: R$ 46.895,64

* Construtora Planos

- Quantidade de obras (estradas vicinais) suspeitas: 3
- Sobrepreço na contratação: R$ 1.300.224,84
- Valor já pago em forma de superfaturamento: 0

* Construtora Garantia

- Quantidade de obras (estradas vicinais) suspeitas: 1
- Sobrepreço na contratação: R$ 803.590,37
- Valor já pago em forma de superfaturamento: R$ 60.474,50

* Construtora Engebrás

- Quantidade de obras (estradas vicinais) suspeitas: 1
- Sobrepreço na contratação: R$ 1.635.980,29
- Valor já pago em forma de superfaturamento: 0

* Construtora F & L

- Quantidade de obras (estradas vicinais) suspeitas: 1
- Sobrepreço na contratação: R$ 373.556,17
- Valor já pago em forma de superfaturamento: R$ 373.556,17

* Construtora Moderna 

- Quantidade de obras (estradas vicinais) suspeitas: 1
- Sobrepreço na contratação: R$ 526.294,31
- Valor já pago em forma de superfaturamento: R$ 220.291,84

* Construtora R. Rocha

- Quantidade de obras (estradas vicinais) suspeitas: 1
- Sobrepreço na contratação: R$ 108.697,28
- Valor já pago em forma de superfaturamento: 0

* Construtora Sertão

- Quantidade de obras (estradas vicinais) suspeitas: 1
- Sobrepreço na contratação: R$ 558.328,35
- Valor já pago em forma de superfaturamento: 69.105,29

Total contratado com sobrepreço: R$ 19.563.987,35
Total pago em forma de superfaturamento: R$ 10.259.255,29

AS PRESSÕES E AS QUEBRAS DE SIGILOS FISCAL E BANCÁRIO

Promotor de Justiça Fernando Santos: ele pediu várias quebras de sigilo fiscal e bancário 

Em entrevista exclusiva sobre o caso, concedida pelo relator Delano Câmara, ele chegou a revelar que quando da expedição da medida cautelar para barrar o pagamento de R$ 100 milhões em 2014 ele sofreu muita pressão. “Eu prefiro não dizer de quem foi”, falou.

Ressaltou ainda que a medida fora tomada porque “haveria o risco do dinheiro ser usado em outras finalidades, que não a finalidade da obra. Qual a finalidade, eu não posso afirmar”, declarou.

Também informou que o Ministério Público, outro a investigar o caso em um inquérito sigiloso, por determinação judicial, “não vai apurar só a improbidade não. Se ele entender que houve aspectos outros criminais...”, deu a dica.

Até agora, porém, não há informações sobre possíveis investigações no âmbito criminal realizadas pelo Ministério Público Estadual - muitas dessas empresas continuam, inclusive, a atuar a pleno vapor em território piauiense. 

Há, porém, investigações no âmbito da improbidade administrativa, a cargo do promotor Fernando Santos, que apura possíveis irregularidades em 54 licitações realizadas no IDEPI referentes ao respectivo período. 

A justiça já autorizou várias quebras de sigilos fiscal e bancário - como já anunciou o próprio Ministério Público Estadual.

TEMPOS ATUAIS

E, se antes as suspeitas eram com estradas vicinais, hoje elas continuam, mas o foco mudou consideravelmente para obras de pavimentação em paralelepípedo - algumas tocadas pelos mesmos supostamente envolvidos no Caso IDEPI.

Veja abaixo toda a Folha de Informação com o histórico do CASO IDEPI:

Fonte: Rômulo Rocha/180 graus
Portal do Águia - Blog de notícias de Parnaíba, Piauí, Brasil