,

,

.

.
Mostrando postagens com marcador NOTÍCIAS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador NOTÍCIAS. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Feriado de Corpus Christi começou com morte no Piauí

O feriadão começou com morte nas rodovias estaduais do Piauí. Ontem (14) à noite, uma pessoa morreu ao colidir uma moto Honda 125 Fan na traseira de um caminhão caçamba na PI-113, entre José de Freitas e Cabeceiras, no Nortes do estado.

O capitão Bernardino atendeu a ocorrência. Ele revelou que a vítima morreu quando era transportada para o HUT, em Teresina por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Fonte: Paulo Pincel

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Juristas apresentam pedido de impeachment de Gilmar Mendes























O ex-procurador-geral da República Cláudio Fonteles e o professor de Direito da Universidade de Brasília (UnB) Marcelo Neves apresentaram nesta quarta-feira (14) ao Senado um pedido de impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes.

O G1 buscava contato com a assessoria do ministro até a última atualização desta reportagem. Caberá ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), analisar o pedido.

No documento, assinado por outros juristas e estudantes de Direito, Cláudio Fonteles e Marcelo Neves apresentam, pelo menos, três razões para o impedimento de Gilmar.

Eles afirmam, por exemplo, que o ministro do STF praticou atividade político-partidária junto a parlamentares, o que é vedado a magistrados pela lei do impeachment.

Para ilustrar esse argumento, os juristas se referiram às conversas telefônicas que Gilmar teve com o senador afastado Aécio Neves (PSDB). O diálogo foi gravado pela Polícia Federal – leia a transcrição da conversa ao final desta reportagem.

"No caso da conversa com o senador Aécio Neves, que já era investigado criminalmente no Supremo – logo ele não poderia ter essas intimidades – ele realiza atividade político-partidária", expôs Marcelo Neves.

Abuso de autoridade
No diálogo ao qual os juristas se referem, o ministro diz a Aécio que vai conversar com o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) sobre o projeto de abuso de autoridade que à época tramitava no Senado.

"Tem uma conversa de um magistrado da Suprema Corte dialogando com membro do Senado, diálogo esse, objetivo, concreto e não desmentido, em que o senhor ministro caracterizadamente desenvolve atividade político-partidária", declarou Cláudio Fonteles.

"Instado por Aécio Neves a atuar diante de colega seu, Flexa Ribeiro, para que assuma determinada postura em projeto que diz respeito à limitação da própria magistratura e do Ministério Público, Gilmar se apressa em dizer que imediatamente assumirá a postura que ele lhe pede", acrescentou o autor do pedido de impeachment de Gilmar Mendes.

O ex-procurador-geral da República disse, também, que Gilmar tem atuado em julgamentos em que deveria, na visão dos juristas, se declarar suspeito ou impedido de votar.

"Ele [Gilmar] atuou no Tribunal Superior Eleitoral em processo no qual o advogado Guilherme Pitta estava atuando e Guilherme Pitta é advogado do escritório em que também é sócia a senhora Guiomar, esposa de Gilmar Mendes", declarou Marcelo Neves.

Além disso, Fonteles e Neves argumentaram que Gilmar Mendes tem agido de maneira indecorosa quando critica decisões de outros magistrados.
"O juiz não pode falar sobre processos de seus colegas nem criticar a não ser dentro dos autos. O ministro Gilmar não só critica os votos dos colegas como também utiliza palavras como ‘velhaco’ e ‘louco’ para as posições de colegas. Ataca membros do MP", declarou Neves.

Segundo os juristas, eles também vão entrar com uma reclamação no Supremo Tribunal Federal contra Gilmar Mendes e, também, vão à Procuradoria-Geral da República pedir uma investigação para apurar suposto crime de Gilmar com base na conversa gravada com Aécio.

"A conversa faz parte da denúncia da PGR que afirma que houve crime de corrupção passiva e de obstrução de Justiça de Aécio. Se essa conversa é um dos fundamentos da denúncia, cabe discutir a coautoria do senhor Gilmar", finalizou Marcelo Neves.

Fonte: G1

Instituto de Gilmar Mendes recebeu R$ 2,1 mi da J&F, afirma Jornal

O Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), que tem como sócio o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), recebeu R$ 2,1 milhões em patrocínio de eventos nos últimos dois anos do grupo J&F, que controla a JBS, e que tem como donos os irmãos Wesley e Joesley Batista .

As informações são exclusivas de uma reportagem publicada pelo jornal Folha de S.Paulo , nesta quarta-feira (14). Essa é a segunda vez que o jornal aponta ligações entre Gilmar Mendes e a JBS, já que, em outra reportagem, afirmou que o ministro vende gado para o frigorífico.

Os irmãos Batista firmaram acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR) em abril deste ano. Ao jornal, o IDP afirmou que devolveu à J&F o valor de R$ 650 mil, no dia 29 de maio, após a revelação do acordo de delação. 


Além disso, o instituto afirma ter rescindido um contrato assinado no dia 11 de junho de 2015, em razão de cláusula contratual “relacionada à conduta ética e moral por parte do patrocinador”.

A JBS, por sua vez, diz ter gastado R$ 1,45 milhão desde 2015 com o IDP, mas não menciona a devolução de R$ 650 mil.

Ainda em abril deste ano, o instituto realizou um dos eventos patrocinados pelo grupo. Na ocasião, magistrados, ministros do governo Temer, advogados e políticos participaram de um congresso em Portugal.

J&F tinha conduta 'exemplar', diz IDP

O instituto alegou ao jornal que, até a delação, "a conduta das empresas do grupo J&F era considerada exemplar".

"As ofertas de patrocínio, para qualquer empresa, são formuladas pela administração e pelo jurídico do IDP , por escrito. A exposição da marca é sempre decisão unilateral do patrocinador", disse o instituto.

Sobre os R$ 650 mil devolvidos à J&F em maio, o IDP afirma que os recursos chegaram depois da realização do evento. Logo, não foram gastos e, portanto, foram devolvidos.

Já a assessoria de Gilmar Mendes afirmou que o ministro "não é, nem nunca foi, administrador do IDP. Sendo assim, não há como se manifestar sobre questões relativas à administração do instituto".

Fonte: ig

Polícia Rodoviária Federal inicia ‘Operação Corpus Christi’ no Piauí


A Polícia Rodoviária Federal do Piauí iniciou às 00h desta quarta-feira (14/06) a Operação Corpus Christi 2017, que tem como objetivo reduzir acidentes, combater a criminalidade nas rodovias federais e aumentar a sensação de segurança dos usuários das BR’s.

A operação se estenderá até as 23h59 de domingo (18/06) e será realizada com operações de fiscalização com alcoolemia, operação de fiscalização de excesso de velocidade através do uso do radar fotográfico, operações de fiscalização de motocicletas (com o apoio de Grupos de Motociclismos Regionais da PRF): ações para fiscalização com foco nas infrações que potencializam a ocorrência de acidentes e sua gravidade, tais como: uso e regularidade do capacete, equipamentos obrigatórios, sistema de iluminação, habilitação; operações de fiscalização a ultrapassagens forçadas ou proibidas, cinema rodoviário e operação de apreensão de animais.

“Reforçaremos a presença e a disponibilidade do efetivo nas ações de policiamento e fiscalização com foco na prevenção e redução da gravidade dos acidentes de trânsito, bem como intensificar o enfrentamento à criminalidade no período da Operação”, destacou o inspetor Jonas Mata.

Além disso, haverá reforço na fiscalização e no efetivo na região de Piripiri e Pedro II, por ocasião da realização do Festival de Inverno de Pedro II , que será realizado entre 15/06 e e 18/06. Por se tratar de um evento turístico, artístico e cultural do Piauí, o festival atrai um grande fluxo de turistas para a festa, impactando no aumento do fluxo de veículos e pessoas nas BRs-343 e 404.


Fonte: Meio Norte

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Acidente na BR-135 em Bom Jesus deixa seis mortos

Grave acidente deixou seis pessoas mortas por volta das 9h, desta segunda-feira, 12, na BR-135, Km 372, povoado Eugenópolis, na cidade de Bom Jesus, Sul do Piauí. Uma caminhonete e um automóvel se envolveram no acidente que deixa ainda duas pessoas feridas.

A caminhonete pertencia a Fazenda Manganeli. Um dos passageiros, identificado como Neurivan, morreu no momento do acidente e os outros três passageiros ficaram feridos, um deles foi encaminhado para Teresina devido as múltiplas fraturas.

Cinco passageiros que estavam no veículo menor morreram na hora. Somente uma pessoa do carro saiu com vida e recebe atendimento. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) está à caminho para esclarecer as causas do acidente que ainda intrigam.

A suspeita é de que um dos veículos tenha feito uma ultrapassagem indevida. Os passageiros do carro pequeno vinham de Goiânia (GO) com destino a Bom Jesus.Fonte: Portal B1

sábado, 10 de junho de 2017

Funcionária simula assalto e rouba R$ 30 mil do patrão

Lívia Manuela Barbosa de Sousa, 26 anos, atendente de caixa em um comércio no município de Socorro do Piauí. a 487 Km de Teresina, registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Oeiras, denunciando umassalto no Centro daquela cidade, onde teriam sido levados R$ 30 mil por dois homens encapuzados, que ocupavam uma moto preta. Tudo armação.

As investigações, feitas por policiais civis de Oeiras, revelaram que o assalto nunca aconteceu. A funcionária tinha inventado a ocorrência para roubar o dinheiro do patrão. Lívia Manuela depôs na Delegacia de Oeiras, quando confessou o crime. O delegado Regional da Polícia Civil de Oeiras, Antônio Nilton, vai responder por vários crimes, inclusive por falsa comunicação de crime.

“Será extraída uma cópia dos autos para investigação para enviar a delegacia de Simplício Mendes do Piauí, que dará continuidade as investigações em relação ao valor desviado do comércio onde ela trabalhava. Se tem mais alguma pessoa envolvida”, adiantou o delegado

Fonte:Piauihoje

Jovem gasta R$ 150 mil e se transforma em "alienígena assexual"

Um jovem de 22 anos, já gastou mais de US$ 50 mil (cerca de R$ 156 mil) para se submeter a mais de 110 procedimentos estéticos. O objetivo: transformar-se em um "alienígena assexual".

Vinny Ohh, morador de Los Angeles diz que não se considera homem nem mulher, e que, por isso, sua transformação é um forma de mostrar como ele se sente por dentro.

"A imagem geral do que eu quero é um alienígena, mas um ser híbrido, que não seja masculino nem feminino", explica ele. "Quero ser assexual e sem gênero desde que eu tinha 17 anos".
Foi nessa idade que ele começou a fazer procedimentos estéticos: preenchimento labial, seguido por duas rinoplastias e outras inúmeras intervenções pelo corpo.

"Não quero que as pessoas pensem que estou tentando me transformar em uma mulher. Eu posso viver sem órgãos sexuais, então por que eu deveria ter um pênis ou uma vagina?", questiona ele. "Com o passar dos anos, percebi que não sou gay, bi, trans ou qualquer outra dessas coisas. Só quero ser eu mesmo e inspirar o mundo, e que as pessoas parem de rotular os outros ou colocá-los em caixinhas".
Para completar sua transformação, Vinny ainda irá desembolsar outros US$ 160 mil (cerca de R$ 499 mil) para retirar o pênis, o umbigo e os mamilos, além de passar por outras plásticas no rosto.

Image title

Image titleFonte: Com informações da Uol

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Inscrições para ‘ProUni’ do 2º semestre começam nesta terça (06)

O Ministério da Educação (MEC) divulgou o calendário do Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre. As inscrições estarão abertas de 6 a 9 de junho. As inscrições são feitas no site do programa.

Os números desta nova edição ainda não estão consolidados mas, segundo o MEC, não deverão ficar distantes dos registrados no mesmo período em 2016, quando foram oferecidas 125.442 bolsas, sendo 57.092 integrais e 68.350 parciais, distribuídas em 22.967 cursos de 901 instituições privadas.

O ProUni é voltado para estudantes da rede pública ou bolsistas integrais de escolas particulares. Também estão incluídas as pessoas com deficiência e professores da educação básica em escolas públicas que compõem o quadro de pessoal permanente da instituição. Só poderá participar do processo seletivo o candidato brasileiro que não tenha diploma de curso superior e que tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016.

O candidato pode concorrer a uma bolsa integral se sua renda familiar bruta mensal per capita não exceder a 1,5 salário-mínimo. No caso da bolsa parcial, a renda familiar por pessoa não pode ser maior que três salários-mínimos.

O processo seletivo será constituído de duas chamadas sucessivas. Os resultados com a lista dos pré-selecionados estarão disponíveis na página do ProUni na internet. A primeira chamada será feita em 12 de junho. A segunda está prevista para o dia 26 do mesmo mês.

O candidato selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de educação superior para a comprovação das informações prestadas e a eventual participação em processo seletivo próprio, quando for o caso, no período de 12 a 19 de junho, na primeira chamada; de 26 a 30 de junho, na segunda chamada.

Para participar da lista de espera, o candidato deverá manifestar seu interesse na página do programa, entre 7 e 10 de julho. A lista estará disponível no sistema, para consulta pelas instituições de educação superior, em 13 de julho. O candidato deverá comparecer à instituição e entregar a documentação no período de 17 a 18 de julho.
Fonte: Agência Brasil

sábado, 3 de junho de 2017

Crack está presente em 60% das cidades piauienses, diz confederação

Um levantamento realizado pela Confederação Nacional de Municípios mostra que o crack está presente em pelo menos 60% das cidades do Piauí e esse número pode ser ainda maior. Além de Teresina, cidades como Altos e Campo Maior estão tomadas pela droga.

Em todos esses municípios, a droga circula livremente principalmente entre os jovens e destrói muitas famílias. Só na Comunidade Terapêutica Casa do Oleiro, são 130 jovens que tentam mudar de vida. O problema é tão grave que as vagas foram divididos entre mulheres, adolescentes e também egressos do sistema prisional. O trabalho dá resultado, mas não consegue dar conta da grande demanda.

O diretor José Gouveia explicou que é preciso um apoio maior da sociedade pra oferecer oportunidade a quem sofre com a dependência química. “O melhor caminho é a prevenção. Mas como nós perdemos o controle não podemos olhar para os nossos irmãos que estão sofrendo com essa doença e não fazer nada”, comentou.

Alexandre Alves vivenciou o uso de drogas na rua. Começou a usar crack ainda na adolescência e só conseguiu largar o vício há um ano quando procurou ajuda. A droga levou o jovem ao fundo do poço. “A droga mata a pessoa ao poucos. Quando eu não tinha dinheiro eu ia ao sinal de trânsito ou roubava para manter o vício”, falou.

De acordo com o coordenador estadual de enfrentamento às drogas, Sâmio Falcão, são mantidos convênios com 22 casas de reabilitação. Além do tratamento, outras ações de prevenção também são realizadas. Segundo ele, a ausência de conselhos de políticas sobre drogas nos municípios dificulta o acesso a mais recursos nessa área.

“Poucos municípios tem a criação do conselho, infelizmente. A gente tem feito todo mês capacitação nas cidades voltada para profissionais multiplicadores desse enfrentamento as drogas e também orientado aos municípios a criar conselhos para vir recursos e desenvolver projetos”, explicou.

Fonte: G1/PI

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Cobrança por bagagem na passagem aérea começa hoje

A cobrança de bagagem em voo nacional começa a ser praticada, nesta quinta-feira, pela primeira vez no Brasil. A medida já vale para passageiros que comprarem o bilhete na companhia aérea Azul a partir desta quinta-feira. A autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) foi liberada pela Justiça há pouco mais de um mês.

Nos voos nacionais, a empresa criou a classe tarifária, chamada de Azul. Os passageiros que comprarem o bilhete na nova tarifa não terão direito ao transporte de bagagem, somente a mala de mão de até 10 quilos. Caso decidam levar uma mala de até 23 quilos no porão do avião, o valor adicional cobrado será de R$ 30. Em caso de excesso de peso nos voos nacionais, a Azul cobrará por quilo a mais. O valor muda de acordo com a rota. Em um voo entre os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro, o valor é de R$ 23 por quilo.

Nos voos internacionais da Azul para destinos da América do Sul, o limite de bagagem despachada permanece em apenas uma mala de 23 quilos. Nesse caso, no entanto, não haverá cobrança adicional.

A Latam começará a praticar a cobrança por bagagem no dia 18 junho. No caso da cobrança pelo despacho do primeiro volume em voos domésticos, o valor foi revisado pela companhia e, quando implantado, será de R$ 30,00 para compras antecipadas. O limite de peso das bagagens nos voos internacionais será de duas malas de até 23 kg cada. Nos voos para os Estados Unidos e Europa, a multa por excesso varia de acordo com o peso da mala. Entre 24 quilos e 33 quilos, o valor é de US$ 100 (R$ 322). Entre 34 quilos e 45 quilos, a taxa cobrada é de US$ 200 (R$ 644).

Já a Gol iniciará a nova tarifa a partir do dia 20 junho. Quem decidir despachar pagará R$ 30 por uma mala de até 23 quilos, se informar com antecedência, ou R$ 60 no check-in. Já nos voos internacionais, o valor será de US$ 10 (R$ 31) no autoatendimento e agências e US$ 20 (R$ 62) no balcão.

DEFESA DO CONSUMIDOR

Entidades de Defesa do Consumidor temem pelo aumento do custo para os passageiros. Já a Agência Nacional de Aviação (Anac), que editou a regulamentação, diz que a oferta de passagens com diferentes perfis torna o mercado mais competitivo. As companhias aéreas alegam que haverá desconto de até 30% para quem não despachar malas. Mas, na prática, cada empresa poderá definir suas próprias regras.

Fonte: O Globo

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Agespisa acumulou rombo de R$ 5 milhões em abril


A situação da Agespisa é extremamente grave, com dívidas acumuladas de mais de R$ 500 milhões e um déficit mensal que alcançou os R$ 5 milhões em abril. Ou seja, a empresa tem um rombo mensal que chega a 1/6 do que arrecada com as contas de água e esgotamento sanitário no interior e em Teresina. 
Os números foram revelados durante a sabatina do novo presidente da empresa de Águas e Esgotos do Piaupí S/A, Emanuel Veloso Filho, durante a sessão plenária desta quarta-feira (31/5), na Assembleia Legislativa. Servidores, diretores e filiados ao Sindicato dos Urbanitários ocuparam as galerias da Casa e protestaram contra a "privatização" da Agespisa, A manifestação foi ordeira e não houve incidentes.

Além de revelar qual a real situação da empresa, Emanuel Veloso adiantou as primeiras medidas adotas pela nova diretoria da Agespisa para equilibrar receitas e despesas.

Um dos principais questionamentos dos deputados, sobretudo os de oposição foi em relação a situação dos empregados da Agepisa. O presidente garantiu que a grande maioria vai continuar trabalhando na empresa, porque existe demanda para isso, embora subordinados à Empresa de Gestão de Recursos do Piauí (Emgerpi).

Outro ponto polêmico foi em relação à subconcessão dos serviços de saneamento urbano da capital, cujo valor da licitação está orçado em R$ 1,7 bilhão e foi vencida pelo grupo Aegea Saneamento Ambiental S/A. A subconcessão está judicializada, aguardando uma decisão do Supremo Tribunal Federal.

PDV

Emanuel Veloso adiantou que a Agespisa está incentivando a aposentadoria de servidores e já há 25 funcionários inscritos. "No programa, as pessoas têm vantagens para voluntariamente aderirem. Todos sabem da idade média elevada do corpo de funcionários da empresa, que tem uma necessidade de ser renovado, porque faz muito tempo que a Agespisa não faz um concurso, mas claro que o programa é pensando também nos funcionários, muitos com mais de 40 anos de serviço. Umplano bem generoso, que dá 12 salários base com direito a rescisão contratual para receber a multa de 40% do FGTS"

Segundo o presidente, existem mais de 600 servidores que podem aderir ao programa de desmissão voluntária na Agespísa. "Temos mais de 600 funcionários que podem aderir, que estão aposentados ou em fase de aposentadoria. Isso são políticas que podem renovar o quadro e diminuem drasticamente as despesas da folha de pagamento da empresa para a gente ter uma Agespisa renovada com o aumento e incremento de receitas e redução de despesas que somam muito", argumentouo novo presidente, um dos últimos a deixar o Plenário da Assembleia Legislativa, após ter o nome aprtovad por 22 votos a favor e apenas dois contra. Cinco deputados não compareceram à sabatina e um está licenciado.
Fonte: Paulo Pincel

Fábio Abreu aciona PF para descobrir quem espalha boatos via Whatsapp no Piauí


Secretário estadual de Segurança Fábio Abreu (Foto: Divulgação)

A investigação se deu a partir do momento em que um boato se espalhou via grupos de Whatsapp na quinta-feira da semana passada envolvendo jornalistas piauienses. Tentei não tratar deste assunto em minha coluna, mas me vejo obrigado a escrever em primeira pessoa porque também fui vítima e tive de registrar um B.O.
Compareci na tarde desta última segunda-feira (29/05) à sede da Delegacia de Crimes Virtuais, que atua em conjunto no mesmo prédio sede do 6º DP, no bairro Piçarra, zona Sul de Teresina. Por recomendação de Fábio Abreu, registrei o Boletim de Ocorrência em que solicito providências para que seja descoberto o autor de uma notícia falsa que me cita como autor, usa da minha credibilidade e revela o nome de vários colegas jornalistas.
de Crimes Virtuais (Foto: OitoMeia)BO registrado na delegacia

Havia o link de um outro portal e uma matéria que tratava sobre a delação da JBS em que um supermercado de Teresina teria sido citado. Sem qualquer relação com o link da notícia, havia uma lista com nomes de jornalistas. O autor da postagem quis passar a impressão de que os profissionais teriam recebido dinheiro de maneira escusa. A lista dos jornalistas na verdade foi publicada em minha coluna em fevereiro deste ano e tratava dos profissionais da imprensa mais bem pagos do estado.
Quando houve a publicação, nada mais rendeu do que comentários entre os próprios colegas da imprensa. É claro que se tratava de uma especulação de acordo com os bastidores do que se comenta nas redações locais. Os valores se baseavam, como descrevi na época, não apenas em salário, mas em patrocínios, divulgações, merchandising, assessorias e por aí vai. E outra: onde está o erro de qualquer que seja o profissional em ganhar bem desde que seja conquistado com o fruto do seu suor?!
Mas o criminoso que a partir de agora passa a ter a Polícia Civil e a Polícia Federal a sua procura quis confundir. E hoje em dia, infelizmente, está cheio de gente disposta a confundir, a tumultuar o campo das redes sociais. Pessoalmente e via Whatsapp e Facebook, eu cheguei a solicitar aos que conheço que não compartilhassem informações falsas como essa. Todos têm famílias, têm amigos e outras pessoas que nem sempre entenderão que aquilo se trata de um boato.
“De uns tempos para cá aumentou muito o número de casos de pessoas que se sentiram lesadas por causa de boatos, de invenções de redes sociais. É um campo em que qualquer um está sujeito a ser vítima. Há uma dificuldade em ter acesso a informação em aplicativos como o Whatsapp, alguns juízes até já tentaram, mas temos como chegar ao autor de boatos deste tipo em que o Allisson Paixão foi vítima assim como os outros jornalistas. E vamos começar a partir de então a monitorar estes tipos de casos”, afirmou Fábio Abreu, de posse do B.O registrado nesta segunda.
O crime que o autor do boato em questão responderá –não adianta me pedir, que não vou colocar o print aqui. O que o criminoso mais quer é que demos audiência a ele. Não darei– será de difamação. A pena pode chegar a mantê-lo preso por até um ano, além do pagamento de multa. Está no artigo 139 da do Código Penal Brasileiro, no capítulo de “Crimes contra a Honra”. Para quem se achar lesado por boato de redes sociais, o delegado Daniel, titular da Delegacia de Crimes Virtuais, pode acompanhar seu caso ou repassar, dependendo do tipo de crime, à delegacia responsável. Fica o alerta: recebeu algo de forma duvidosa, que só serve para confundir ou tumultuar, não compartilhe. Apague e peça para quem lhe enviou fazer o mesmo. Sei que é difícil e o prazer é menor. Mas pelo bem do bom jornalismo, quem mais ganha com isso é você.

Fonte:OITOEMEIA

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Família de Gilmar Mendes do STF vende gado para a JBS

O ministro do STF e presidente do Tribunal Superior Eleitoral Gilmar Mendes revelou que sua família fornece gado para a processadora de carne de Joesley Batista, a JBS. Disse o ministro à reportagem da Folha de São Paulo: “Minha família é de agropecuaristas e vendemos gado para a JBS no Mato Grosso”. Ainda de acordo com Mendes, quem negocia valores com a companhia é um de seus irmãos.

O ministro acredita que a relação comercial entre as famílias não o impede de participar de votações futuras relacionadas à JBS no Supremo. A revelação foi feita quando o ministro foi questionado a respeito de um encontro recente que teve com Joesley, em Brasília. O encontro, afirmou Gilmar Mendes, ocorreu para tratar de questões ligadas ao agronegócio.

Fonte: Veja

sábado, 13 de maio de 2017

Fundador da Gol é condenado a 16 anos de cadeia por homicídio

O Tribunal do Júri de Taguatinga, no Distrito Federal, condenou o empresário Constantino de Oliveira, de 86 anos, conhecido como Nenê Constantino, pelo assassinato do líder comunitário Márcio Leonardo de Sousa Brito, de 27 anos, em 12 de outubro de 2001. O julgamento terminou à 1h30 desta sexta-feira (12).

Fundador da empresa aérea Gol e pioneiro no ramo de transportes rodoviários, Constantino foi condenado por homicídio qualificado e corrupção de testemunha, com pena de 16 anos e seis meses de prisão e multa de R$ 84 mil. O dono da arma usada no homicídio, João Alcides Miranda, foi condenado pelos mesmos crimes e pegou 17 anos e seis meses de prisão e 12 dias-multa.
Constantino de Oliveira

Vanderlei Batista foi condenado a 13 anos de prisão por homicídio qualificado e João Marques, ex-funcionário de Constantino, pegou 15 anos também por homicídio qualificado.

Todos foram condenados ao regime fechado, mas poderão recorrer da decisão em liberdade. 

O empresário Victor Bethonico Foresti, acusado de corrupção de testemunha, foi absolvido pelo júri.

Márcio Brito foi morto a tiros, em 2001, por causa da disputa de um terreno. Ele representava um grupo que ocupava um terreno da Viação Pioneira, uma das companhias de propriedade de Constantino, em Taguatinga.

O julgamento do empresário foi iniciado em 20 de março chegou a ser adiado e foi retomado na última segunda-feira (8). Em 2015, Constantino foi absolvido da acusação de tentativa de homicídio duplamente qualificado contra o ex-genro, Eduardo Queiroz Alves.

Fonte: Agência Brasil

terça-feira, 9 de maio de 2017

Greco prende 25 policiais civis aprovados em concurso fraudado

Imagem Web


Agentes do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) prenderam acusados de participação e benefício em fraude em concurso público para a Polícia Civil (PC), promovido pelo Governo do Estado em operação deflagrada pelo Greco, com participação da Polícia Militar PM), na manhã de terça-feira (09), em Teresina.

A maioria das prisões está sendo feita na zona Leste, onde tem um intenso movimento na área dos condomínios. Os presos na operação estão sendo levados para a Academia de Polícia Civil (Acadepol).

O coordenador da Greco, delegado Williame Moraes, afirmou que a Operação Infiltrados foi deflagrada na manhã de terça-feiraefetuou prisão de 23 pessoas, sendo que 15 policias civis lotados em Delegacias de Teresina, algumas especializadas e estratégicas e em Delegacias do interior do Piauí.

Ele disse que os 15 policiais civis foram aprovados no concurso público fraudado em 2012 e alguns deles foram contratados pelo Governo do Estado no ano passado.

"A Operação Inflitrados é desdobramento das investigações de fraudes em concursos públicos feitas pela Greco a partir das denúncias de fraudes no Concurso Público do Tribunal de Justiça do Piauí. Foram presas 23 pessoas envolvidas no concurso público da Polícia Civil realizado em 2012, sendo 15 policiais civis que njá estavam lotados e trabalhando nas Delegacias de Teresina e no interior do Piauí", declarou Williame Moraes.

Ele falou que porque são companheiros dos outros policiais, os agentes da Polícia Civil não reagiram às prisões determinadas pelo juiz da Central de Inquéritos do Tribunal de Justiça do Piauí.

Entre os presos estão um professor, um funcionário do Tribunal de Justiça do Maranhão;

O delegado Williame Moraes afirmou que a Operação Infiltrados mobilizou 100 homens da Polícia Civil, do Greco, da Gerência de Polícia do Interior (GPI), Delegacia de Prewvenção e Repressão a Entorpecentes (Depre), Gerência de Polícia Metropolitana de Teresina e 6 policiais militares.

Secretaria emite nota

A Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí/PI e a Delegacia Geral da Polícia Civil, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado – GRECO, Corregedoria de Polícia Civil e Diretoria de Inteligência da SSP-PI, comunica que na data de hoje foi deflagrada a OPERAÇÃO INFILTRADOS, que tem por objetivo desarticular uma Organização Criminosa composta em sua maioria por Agentes de Polícia Civil, especializada em fraudes a concursos públicos e outros crimes, cuja atuação culminou em fraude ao concurso público de Agente de Polícia Civil realizado em 2012.

Ao todo foram cumpridos mandados de prisões preventivas, temporárias, conduções coercitivas e buscas e apreensões nas cidades de Teresina, Campo Maior, Pedro II, São Raimundo Nonato, Fortaleza-CE e Araripina-PE. Dentre os presos e investigados encontram-se 16 policiais civis.

A Operação contou com apoio de cerca de 100 policiais civis do Greco, Corregedoria de Polícia Civil, Diretoria de Inteligência da SSP-PI, Gerência de Polícia do Interior, Metropolitana e Especializada, Unidades de Polícia Civil da Capital e do Interior, além da DRF – Delegacia de Roubos e Furtos da Polícia Civil do Ceará e da 24ª Delegacia Seccional de Araripina-PE. Ressalte-se que foi de fundamental importância para o desenvolvimento desta complexa investigação as informações prestadas pelo Núcleo de Concurso e Promoções de Eventos – NUCEPE/UESPI, bem como a competente atuação da Central de Inquéritos de Teresina, na pessoa do Excelentíssimo Juiz de Direito, Dr. Luiz de Moura Correa e de todos os outros Juízes auxiliares, bem como do Ministério Público do Estado do Piauí, na pessoa da Dra. Luzijones Felipe de Carvalho Façanha.

O Delegado Geral de Polícia Civil, Riedel Batista, o coordenador do GRECO, Willame Moraes e o Corregedor Geral da Polícia Civil, Adopho Cardoso, receberão a imprensa hoje (09-05) às 11h00min na sede da Delegacia Geral de Polícia Civil para fornecer maiores detalhes da Operação.

Fonte:MN

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Hospitais terão sistema de segurança ligado à Polícia Militar

Foi lançado na manhã desta segunda-feira (08), em solenidade no Palácio de Karnak, o Sistema de Monitoramento Contínuo para os estabelecimentos de saúde. A tecnologia tem o objetivo de evitar registros de assaltos e outras ocorrências de violência, reincidentes nesses locais. O sistema terá ligação direta com a Polícia Militar do Piauí, através de uma central que acionará o Centro de Operações Policiais Militares (Copom), sempre que houver a suspeita de alguma ação criminosa.
(Crédito: José Alves Filho)

O sistema funciona via satélite e envia as informações como localização do estabelecimento, localização e número das pessoas envolvidas na ação criminosa, dentre outras. Todo o monitoramento é feito por um sistema de câmeras instaladas na área interna e externa dos estabelecimentos, que registram o passo a passo das ações e enviam todas as informações via satélite, em tempo real, para a polícia.

Através de um “botão de pânico” acionado pelo funcionário do estabelecimento, a central ligada à polícia será acionada e, em poucos minutos as viaturas mais próximas, munidas com todas as informações enviadas pelos sistema, chegam ao local do crime e coibem a ação. Mesmo sem o flagra das ações, o sistema ajudará a polícia na elucidação mais rapída dos crimes.

Segundo o secretário de segurança do Piauí, Fábio Abreu, o sistema é pioneiro no estado e acredita que irá contribuir muito para uma ação mais rápida e eficiente da polícia no combate a esse tipo de crime. Ele lamenta a burocracia que ainda impede o sistema de chegar aos estabelecimentos de saúde da rede pública.
(Crédito: José Alves Filho)

“Temos aqui o monitoramento 24 horas e, através de um botão o funcionário irá acionar imediatamente a polícia que, com o georeferenciamento chega mais rápido ao local do crime. Já temos os projetos para levar esse tipo de sistema para rede pública, o que acontece, infelizmente, é a burocracia excessiva. O que acontece com a iniciativa privada é que andou mais rápido e nós temos a obrigação de dar esse suporte. Mas não vai deixar se implantado na rede pública”, disse.

Para o presidente do Sindicato dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde e Laboratórios de Pesquisas e Análises Clínicas do Estado do Piauí (Sindhosp) e representante da Câmara Setorial do Polo de Saúde, Jefferson Campelo, o sistema vem para fortalecer ainda mais o setor da saúde que é um dos mais importantes para a economia de Teresina e do estado.

“A segurança, juntamente com o saneamento básico e a acessibilidade, é um pilar muito importante para que a vocação econômica de Teresina, com relação a saúde, não se perca. Esse projeto visa a contribuição do setor privado no combate a esses tipos de ações. Não tenho nenhuma dúvida que esse monitoramento irá diminuir drásticamente o índice de violência. A gente presta contas e temos avançado em vários pontos, em espaecial na segurança”, declarou.
(Crédito: José Alves Filho)

Para o governador Wellignton Dias, o Estado tem feito duas apostas no combate a criminalidade. Um a é o uso de tecnologias que agilizam a ação da polícia, a outra é o investimento em capacitação e qualificação de pessoal. Ele acredita que assim será possível se ter um sistema mais forte que o da criminalidade.

“É possível termos um sistema muito mais forte do que o da criminalidade. Temos apostado no uso cada vez mais forte da tecnologia e na capacitação e qualificação de pessoas. O nosso desafio é o de evitar que alguém seja vítima de violência, especialmente da que seja fatal para a vida. Nossa capital está cada vez mais preparada no setor de saúde, gerando empregos e atraindo investidores. Devemos proteger esse setor, tanto em infraestrutura quanto em segurança”, declarou.

Cerca de 50 estabelecimentos deverão adquirir inicialmente a tecnologia, mas ideía é estender aos estabelecimentos de todos os bairros da capital.

Fonte:MN

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Greve dos Correios no Piauí é mantida após assembleia

Vinte e seis dos 36 sindicatos de trabalhadores dos Correios decidiram nesta terça-feira (02/05), em assembleia da categoria, manter a greve iniciada no dia 27. Os demais sindicatos ainda não tinham informado o resultado até o fechamento desta matéria. Uma nova assembleia será feita na quinta-feira (04/05).

Segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares, nesta quarta-feira (03/05) haverá uma reunião, às 10h, com o presidente da empresa. Às 15h haverá uma mediação no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Os sindicatos que mantiveram a paralisação são: Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Brasília, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, São José do Rio Preto, São Paulo (capital, Vale do Paraíba, São José do Rio Preto, Campinas, Bauru e Ribeirão Preto) e Santa Catarina.



Fonte: Agência Brasil

folha de parnaíba

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Advogada do PCC é presa por suspeita em mega-assalto no Paraguai

A Polícia Nacional do Paraguai prendeu nesta terça-feira (2) a advogada Marcela Antunes Fortuna sob a suspeita de participação no mega-assalto à transportadora de valores Prosegur, em Ciudad del Este, no mês passado. Na ocasião, os bandidos levaram cerca de R$ 40 milhões. 

Marcela já era considerada foragida da Justiça brasileira após ser um dos alvos da chamada Operação Ethos, desencadeada pela Polícia Civil e Ministério Público de São Paulo em novembro de 2016, contra o setor de comunicação da facção criminosa PCC. 

Nessa operação, 35 advogados foram presos, mas Marcela e outros cinco advogados fugiram. Eles são suspeitos de transmitir recados e dados aos criminosos, inclusive para a prática de crimes. Até agora, 17 pessoas foram presas pelas polícias paraguaia e brasileira -sete foram soltos pela Justiça por falta de provas. 

Um dos suspeitos presos é Wellington Tiago Miranda, 35, considerado um dos chefes do PCC no Paraguai. O assalto a Prosegur aconteceu na noite de 23 de março deste ano, quando um grupo de criminosos usou bombas e fuzis para explodir as paredes blindadas da transportadora. Ele usou armamentos que as polícias brasileira e paraguaia não dispõem, como a metralhadora .50, capaz de derrubar aeronaves. 

Os bandidos chegaram a queimar carros e caminhões para impedir que policiais se aproximassem da sede da companhia. Na empresa, apenas três funcionários faziam a segurança. Um policial paraguaio foi assassinado. 

Depois de pegar o dinheiro, os homens fugiram em carros pela Supercarretera, rodovia que corta Ciudad del Este e passa próximo à usina de Itaipu, até a margem do rio Paraná, numa área conhecida como Lago Itaipu. Eles então usaram dois barcos em direção ao Brasil. 

Os bandidos preferiram usar o rio Paraná porque essa é uma rota com menos fiscalização do que a tradicional travessia pela ponte da Amizade. É pelo rio que contrabandistas e traficantes de drogas têm entrado com mercadoria no país. 

Parte dos ladrões que atacou a Prosegur chegou de barco ao distrito rural de São José do Itavó, na cidade paranaense de Itaipulândia. No local, depararam-se com policiais. Houve tiroteio e três suspeitos morreram -outros foram detidos. Parte do grupo fugiu para cidades como Santa Helena e Cascavel. 

Segundo a PF, já foram recuperados R$ 4,5 milhões do total. Dois barcos foram apreendidos -dentro deles havia fuzis abandonados.

Por Folhapress
 

Políticos são principais suspeitos de violações contra jornalistas

A maioria das violações graves contra comunicadores no Brasil nos últimos cinco anos, como homicídios e ameaças, tem políticos como principais suspeitos, apontam relatórios produzidos pela ONG Artigo 19.
A entidade, que atua na luta pela liberdade de expressão, divulga nesta quarta (3) um novo documento sobre violações contra jornalistas, radialistas, blogueiros e donos de veículos de comunicação pelo exercício da atividade. Os dados são relativos a fatos ocorridos no ano passado.

São listados 31 casos em 2016 que envolvem assassinato, tentativa de homicídio, sequestro e ameaças de morte a comunicadores -19 deles sob suspeita de serem cometidos por políticos, na maioria das vezes (64%) em cidades com menos de 100 mil habitantes.

Depois dos políticos, os maiores suspeitos são outros agentes públicos, em três casos, e a polícia, em dois.

Os quatro episódios sob suspeita de homicídio -nos Estados de Goiás, Paraná, Minas Gerais e Pará- têm políticos como principais suspeitos. Outras cinco mortes foram descartadas no relatório porque a entidade não conseguiu evidenciar, durante a pesquisa, que elas estavam relacionadas à profissão.

"É uma situação geral de impunidade. Trazemos todos os anos esses números para que o Estado veja que as violações continuam ocorrendo, muitas vezes por agentes públicos", afirma Júlia Lima, uma das coordenadoras da entidade.

"Isso é uma questão sistemática. Não são casos isolados e os padrões se repetem ano a ano. A gente precisa que o Estado entenda isso."

A ONG levanta as informações a partir de apurações com os envolvidos, seus familiares e a polícia. Segundo a coordenadora, as autoridades nem sempre colaboram com os dados, o que dificulta o levantamento.

São Paulo é o Estado com o maior número de violações consideradas graves, cinco, seguido por Ceará e Maranhão, com quatro cada um.

O relatório sugere que o governo adote políticas públicas para a proteção de comunicadores que se sentirem ameaçados, por meio de programa específico ou pela incorporação da categoria no PPDDH (Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos).

Como exemplo, são mencionados programas que protegem especificamente comunicadores em outros países latino-americanos, como na Colômbia e no México.
 

Bocaonews

Mais de mil piauienses deixaram de declarar o IR

Um total de 1.191 contribuintes deixaram de declarar ao Imposto de Renda no Piauí. O prazo final para a declaração foi de 28 de abril.

A Receita federal esperava receber 230 mil declarações e recebeu 228.809.

Quem não declara paga multa de 1% ao mês (ou fração de atraso) sobre o valor do imposto a pagar, limitada a 20% do IR devido. Caso o contribuinte não tenha imposto a pagar, ou o valor correspondente a 1% do imposto devido seja inferior a R$ 165,74 o valor mínimo a ser pago é esse.

Ao enviar a declaração após o prazo, o contribuinte receberá a “Notificação de lançamento da multa”, com o prazo para quitar a taxa.

O pagamento deve ser feito em até 30 dias após a entrega com atraso. Encerrado esse prazo, passam a incidir juros de mora sobre o valor, com base na taxa Selic.

PIAUI HOJE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Folha de Parnaíba, Blog do Pessoa, Portal do catita,